segunda-feira, 1 de abril de 2013

SÉRIE RIA SE PUDER - SD GUEDES O CAÇADOR

 
 
 
 
 
Um Coronel do C.M.P estava pagando mil reais pra quem conseguisse pegar a onça que tava comendo os bezerros da sua fazenda na divisa de Goiás com o Distrito Federal.
O comandante do BGP através do Capitão Marcelo  apresentou-lhe o Sd Guedes da Cia Cerimonial, mineiro de Pote, cidadezinha que não tinha nem no mapa de Minas Gerais, um excelente corredor, mais mentiroso pra caralho,  que vivia se gargantiano que era um excelente caçador, inclusive que onça ele pegava era no braço.
Depois do serviço acertado, antes de partir para a missão, o Capitão Marcelo falou baixinho  em seu ouvido.
-To cansado das suas mentiras seu Guedes, esta ai a oportunidade de me provar o contrario, não me decepcione, senão o X 3 vai te receber de portas abertas.
 Chegou o granadeiro na fazenda, se cagando de medo, quase  arrependido das mentiras que contava no quartel .
Baixinho, entroncado, mais metido que gordo de camisa nova, colocou a farda de ralo e lá se foi ele mato adentro na fazenda, e foi rezando pelas trilha pra não encontrar a tal onça.
Subiu numa arvore e ficou esperando o tempo passar e anoitecer pra não mostrar medo, certa hora cansou e desceu, no que pegou o carreiro pra voltar, já com o discurso armado, deu de cara com a pintada. Danou-se a correr desesperado, e a onça atrás, corria, corria e a onça atrás. O coronel fazendeiro tava sentado na varanda fumando um caximbo, quando o pobre granadeiro chegou correndo e perseguido pelo felino. Por sorte, na hora que a onça deu o bote, ele tropeçou numa pedra e caiu. A onça voou por cima e caiu no terreiro, bem em frente a porta do coronel fazendeiro. Ai o granadeiro mentiroso e caçador de onça, aproveitando a sorte gritou aliviado :
- Segura essa ai, Sr Coroné, que eu vou no mato buscar outra pro sinhô tira o coro!
 
 
 
SÉRIE RIA SE PUDER - SD GUEDES O CAÇADOR - 2020 PERUSCELLO - OBRIGADO ATÉ A PRÓXIMA
>